Follow by Email

sábado, 12 de agosto de 2017

MANUTENÇÃO DE ESPÍRITOS


Nunca tive pai. Isso é, tive, se não, biologicamente eu não existiria. Mas só biologicamente. Mas, por outro lado, fui pai três vezes e meus filhos são meu maior patrimônio como ser humano.



Posso dizer aos jovens, não pais que, ser pai é algo realmente mágico.



Se no momento da fabricação não existe mistério e a própria natureza nos ensina os caminhos, a manutenção do que foi feito é, realmente, o maior desafio que um homem pode ter.



Nem estou me referindo aquelas questões mais materiais, de necessidade de trabalhar e abastecer constantemente a prole com que ela precisa, e como tem coisa que a prole precisa.



Não, me refiro às coisas mais, digamos, espirituais.



Ser pai implica em fazer brotar nos filhos aquelas sementes que eles já trazem de fábrica e que, germinarão ou não, muito, de acordo com a educação que receberem.



É um desafio enorme indicar aos filhos os valores que realmente valem a pena ser priorizados, como solidariedade, amizade, justiça, igualdade.



Podar as ervas daninhas que surgem nos escaninhos do tempo, escondidas e que podem botar a perder toda uma vida, como vaidade, orgulho, arrogância.



Num mundo em que o “vale tudo” é defendido até nos programas televisivos e onde a violência é cultivada até em games, ensinar que a paz vale mais que qualquer valentia grotesca é um verdadeiro quebra-cabeças.



Nesta vida em que campeia a falsa malandragem e a intolerância nos tira o sono, ter filhos é sim, o maior desafio da terra.



Filhos, melhor não tê-los dizem os que preferem não arriscar ou como procedem alguns, imitando a maioria dos animais da natureza, tendo-os, mas se afastando e deixando à fêmea a exclusividade das obrigações.



Mas, não é a esses que nos referimos e sim aos que são pais na essência da palavra.



Por isso, hoje, nesse domingo especial em homenagem aos pais, nosso blog envia o mais afetuoso abraço aos corajosos que não fogem das obrigações que a paternidade responsável impõe.



E um abraço especial aos pais que militam no campo da esquerda e que enxergam não apenas a necessidade de felicidade não apenas de seus filhos, mas de todos os filhos, de todos os pais, principalmente daqueles mais esquecidos e marginalizados no mundo do capital e que se obstinam em mostrar os seus rebentos o quanto podem ser gloriosas as ações que visam a igualdade e a fraternidade, a defesa da dignidade humana e o valor insuperável dos direitos humanos.



Se a manutenção de máquinas é complicada a manutenção de espíritos é algo divino.





Prof. Péricles

Nenhum comentário: